sábado, 4 de janeiro de 2014

Quem Me Leva Os Meus Fantasmas?


 Ainda em 2013, o novo DVD da Abelha Rainha, Maria Bethânia, chegou em meus lares físico e mental. Inúmeros foram os meus assombros e batimentos descompassados por causa das surpresas e dos deleites que só ela sabe suscitar.
 Dentre todo o amálgama bethaniano, uma canção portuguesa me atingiu em cheio o peito de forma que há tempos não era atingido por uma canção. Ela é de autoria de Pedro Abrunhosa e é nominada "Quem me leva os meus fantasmas?". 
 Após ouvir dezenas de vezes a versão do DVD, busquei a versão original, do Pedro, e agradeci aos céus o fato de ter ouvido primeiro na voz de Bethânia. Ela conseguiu fazer a canção transparecer e transbordar de uma forma que nem o autor conseguiu (não indico, de forma alguma, a versão de Pedro Abrunhosa).
 Sem mais, deixo a canção sozinha nessa selva para se defender sozinha.

"De que serve ter o mapa
Se o fim está traçado?
De que serve a terra à vista
Se o barco está parado?
De que serve ter a chave
Se a porta está aberta?
De que servem as palavras
Se a casa está deserta?"
"E alguém me gritava
Com voz de profeta
Que o caminho se faz
Entre o alvo e a seta"
"Quem me leva os meus fantasmas?
Quem me salva desta espada?
Quem me diz onde é a estrada?"
(Pedro Abrunhosa)


P.S.: Sou Eu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário