sábado, 22 de fevereiro de 2014

Césares


Na adaga, réstias coaguladas de
Rubro néctar.
Mesmo com os presságios
Dos anjos augustos, suspira:
Até tu, Brutus?!
Na rua, transeuntes ignoram
Um corpo caído sob a chuva.
O giz marca o entorno do que foi.
Sob o distanciamento dos risos
Da freira enlouquecida,
Jaz a visão enegrecida.


(Césares, Renato Lira)



Nenhum comentário:

Postar um comentário